Lisboa
14:17
Moscovo
16:17
PORTUGAL
das 09:00 às 18:00 (Lisboa)
+351 (30) 880-32-16
+351 (96) 874-38-28
russia@lusitanasol.com
RÚSSIA
das 10:00 às 19:00 (Moscovo)
+7 (495) 108-06-85
 
LusitanaSol

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A BELARUS

1 — República da Belarus

A Bielorrússia é uma das ex-repúblicas da União Soviética, está localizada no continente europeu, faz fronteira com a Rússia, Polônia, Ucrânia, Lituânia e Letônia.

Na fronteira com a Polônia está a Reserva Natural Belovezhskaya Pushcha, a maior floresta nativa da Europa.

A sua capital é a cidade de Minsk, e suas principais cidades são Brest, Grodno, Gomel, Mogilev e Vitebsk.

Cerca de 40% da sua área total de 207.500km2 é coberta por florestas e os seus setores económicos que mais se destacam são a agricultura (produção de cereais, batata e beterraba) e a indústria manufatureira.

A Bielorrússia possui fortes relações econômicas com a Rússia e a Ucrânia.

2 — A população

A população do país é de aproximadamente 9,6mi de habitantes, sendo sua composição étnica: 78% bielorrussos, 13% russos, 4% poloneses, 3% ucranianos, 2% outras etnias.

Densidade demográfica: 47 hab/km².

A religião com maior expressão é o cristianismo ortodoxo e a língua oficial do país é o bielorrusso, embora o russo também seja falado.

3 — O clima

Apresenta um clima continental, com invernos frios e rigorosos e verões amenos e chuvosos.

A temperatura média na Bialorrússia é de 7,5°C.

Em Minsk, o verão é agradável e de céu parcialmente encoberto; o inverno é longo, frio com neve, ventos fortes e de céu encoberto. Ao longo do ano, em geral a temperatura entre os -8 °C e 24 °C .

4 — O aeroporto de destino e transferências.

O país conta com 7 aeroportos, que são: Aeroporto Nacional de Minsk (principal aeroporto internacional do país), Aeroporto de Brest, Aeroporto de Gomel, Aeroporto de Hrodna, Aeroporto de Mahilyow, Aeroporto de Polotsk e Aeroporto de Vitebsk Vostochny.

5 — Os vistos

Os Portugueses portadores de Passaporte Português comum estão isentos de visto de entrada na Bielorrússia até um período máximo de 30 dias desde que o ponto de entrada e saída em território bielorrusso seja o Aeroporto de Minsk. Este regime de isenção de visto aplica-se a viagens para fins particulares, comerciais, turísticos ou outros fins não relacionados com emprego, atividade comercial e educação.

O prazo de permanência é calculado em dias corridos: o primeiro dia corresponde à data de chegada, o último dia coincide com a data de partida (independentemente da hora de chegada e/ou partida).

É ainda cobrada uma taxa de entrada e saída no país.

Para viajar para ou pela Bielorrússia é necessário a obtenção atempada de um visto de entrada ou trânsito junto dos respectivos postos consulares. O visto só é emitido se o passaporte contiver pelo menos duas páginas em branco e tiver validade de pelo menos 3 meses após o regresso. Deverá deixar o território bielorrusso no prazo indicado no visto. Caso contrário só poderá sair do país depois de obter uma extensão do respectivo visto e após o pagamento de uma multa.

Os vistos podem ser de curta duração, longa duração ou de trânsito, podendo ter entrada única, dupla ou de múltiplas entradas.

O funcionário consular é quem toma a decisão definitiva sobre a concessão de um visto de entrada com base nos documentos apresentados. O candidato ao visto pode ser chamado para uma entrevista, se os serviços consulares assim o entenderem.

Os vistos não podem ser alterados, estendidos ou transferidos. Se os planos de viagem forem alterados após o visto ter sido emitido, tem que pedir um novo visto. Os pedidos de visto demoram a ser concluídos num período de cinco dias úteis a uma semana. Os vistos expressos (processados em 48 horas) são cobrados com uma taxa extra (200%). Se o pedido não for concluído, o visto não será processado. O processamento de vistos só começa após a Embaixada ter recebido todos os documentos necessários.

Os documentos obrigatórios e necessários para obter o visto são: passaporte com validade mínima de 6 meses após a data de saída com, pelo menos, 2 páginas em branco, 2 formulários de pedido de visto preenchidos e assinados, 2 fotografias tipo passe com menos de 6 meses e com fundo branco, seguro de viagem com cobertura de despesas médicas até 10.000 € no estrangeiro e carta convite condizente com o motivo se dua visita.

Os vistos de curta duração podem ser emitidos para motivos de turismo, negócios ou atividades desportivas, estudo, religioso ou visita privada.

Os vistos de longa duração são emitidos pelos seguintes motivos: contrato de negócio ou participação em eventos desportivos ou culturais, razões religiosas, visitas a cemitérios, implementação de programas humanitários ou jornalismo.

Os vistos de transito podem ser emitidos a turistas em passagem no território da República da Bielorrússia para um determinado período, não superior a 1 ano e é válido por 2 dias a contar da data de entrada do cidadão estrangeiro na República da Bielorrússia.

6 — Procedimentos aduaneiros

Na chegada à Bielorrússia, os turistas devem comprovar capacidade financeira (meios equivalentes a 25 € por dia, o que poderá ser feito em dinheiro, cartão de crédito ou cheques de viagem), bem como possuir seguro de saúde válido no valor mínimo de 10.000 € em cobertura média e hospitalar e é obrigatório o preenchimento de formulário de imigração, habitualmente fornecido pelas companhias aéreas durante o voo que deverá ser entregue às autoridades de fronteiras no aeroporto. O duplicado do formulário deverá ser conservado e devolvido ás autoridades quando sair do país.

Na Bielorrússia, os cidadãos estrangeiros devem registar-se obrigatoriamente nos departamentos de cidadania e migração ou na delegação local do Ministério do Interior (OVIR). Ao hospedarem-se em hotéis, albergues, ou outras instalações turísticas, o registo de cidadãos estrangeiros obrigatório é realizado pelas administrações dessas instalações no momento do check-in. Aconselha-se nos restantes casos (por ex. alojamento privado; em casa de amigos e etc) que os visitantes Portugueses acompanhados pelos senhorios/responsáveis dos respetivos alojamentos procedam obrigatoriamente ao seu registo no máximo até 5 dias após a sua entrada na Bielorrússia, do qual deverão guardar comprovativo a fim de ser apresentado à saída do país conjuntamente com o passaporte. A falta do registo implica sanções e outras consequências nos termos da legislação bielorrussa.

Existem restrições à entrada e saída de moeda estrangeira e valores equivalentes a 10.000USD devem ser declarados.

7 — O hotel

A escolha do hotel é parte principal da sua experiência da viagem e, por isso, nossa equipa e parceiros da Lusitana Sol apresentarão as possíveis escolhas dos hotéis com o objetivo de oferecer ao nosso cliente as melhores opções de conforto, localização e custo-benefício.



8 — A moeda local e seu preço

A moeda local é o rublo bielorrusso.

1EUR = 2,46BYN (referência 23.03.2020)

9 — Fusos horários

O fuso horário na Bielorrússia é +03 ou UTC+03:00

10 — Eletricidade

A tensão elétrica no país é de 220 volts e frequência de 50 Hertz. Os tipos de plugues mais comuns são C e F, ambos com entrada para 2 pinos. Hotéis estão preparados para oferecer adaptadores a seus turistas, caso necessário.

11 — A Água

Não é aconselhável o consumo da água da torneira. Prefira consumir águas minerais engarrafadas.

12 — A comida

A culinária da Bielorrússia baseia-se em vegetais e cereais típicos da região, tais como: a batata, a beterraba, cogumelos, cevada e centeio.

Poderá provar a carne de porco em várias preparações (como nas salsichas tipicamente conhecidas por kolbasy), de vaca e de galinha. Neste país são típicos os peixes de água doce como a truta, perca e carpa. E ainda o leite e seus derivados o tvorog (queijo-fresco típico) a smetana(nata-azeda típica) e o típico queijo fermentado o siyr.

A batata é a base de vários pratos da cozinha da bielorrússa por exemplo o prato nacional draniki, é espécie de patanisca de batata, em que este ingrediente, em puré ou grosseiramente ralado, é misturado com farinha de trigo e ovos, temperado e frito, por vezes é ainda acrezcentaado diferentes tipos de recheios. Outros pratos à base de batata são por exemplo diferentes tipos de pastéis, geralmente recheados e fritos ou cozidos, e a babka-de-batata, uma espécie de pudim feito com puré de batata, ovos, cebola e bacon, geralmente assado no forno.

Os pratos de carne são normalmente servidos com batatas оu vegetais, como cenoura, repolho, ervilhas ou outros.

Também é característico deste país a preparação de muitos pratos de vegetais e carne em louça de barro tradicional.

As blini (panquecas de massa levedada), cuja massa pode ser simples ou misturada com batata, maçã ou queijo são um prato doce típico deste país.

Zacirka é uma espécie de massa alimentícia típica do país e muito apreciada com leite ou toucinho salgado.

Algumas das bebidas bielorrussas mais famosas são:

  • A «sbiten», uma versão bielorrussa do Glühwein (vinho quente) que é feito com mel misturado com açúcar, ervas e especiarias diferentes. Sbiten é famosa no Inverno,
  • «Kvass» é muito bebida no Verão que é feita com cereais e é uma bebida natural não alcoólica.
  • «Garelka», que é uma vodka bielorrussa que pode ser encontrada em diversos sabores e é muito popular no país.

Há, ainda, uma forte cultura de consumo de chá no país.

13 — Crime / Segurança

Os estrangeiros deverão ter sempre consigo o Passaporte (sendo aconselhável igualmente tirar cópias do mesmo). Caso um estrangeiro seja abordado pela polícia e não consiga provar a sua identidade através de identificação reconhecida internacionalmente, sujeita-se a ser detido pela polícia até ser estabelecida a respectiva identidade.

Regista-se em geral um baixo índice de criminalidade. Crimes, com diferentes graus de violência, ocorrem em qualquer lugar do mundo. Durante viagens ao exterior, todo turista deve manter-se atento e ter sempre cautela, independentemente do destino escolhido. A maior parte dos crimes não violentos, como furtos e roubos, pode ser evitada tomando-se precauções normais de segurança, com atenção redobrada a pertences pessoais e a movimentações estranhas em lugares públicos, por exemplo.

14 — Seguro de Viagem

Obrigatória apresentação de seguro de viagem com cobertura de despesas médicas até 10.000 € no exterior. Na Lusitana Sol oferecemos o produto ideal para sua viagem, pensado especialmente nas exigências do país e na segurança e bem estar de nosso cliente.

15 — Refeições

Ao escolher o seu pacote turístico e de viagem, terá a oportunidade de escolher entre os seguintes regimes de alojamento:

  • Alojamento+ Pequeno-almoço
  • Meia Pensão: Pequeno almoço +(Almoço ou Jantar)
  • Pensão completa: Pequeno almoço+Almoço+Jantar

16 — Compras

Durante sua visita ao país, poderá comprar diversos artigos interessantes para presentear seus amigos e familiares ou apenas para ter uma lembrança de sua visita ao país. Alguns dos produtos tradicionalmente vendidos são: os produtos fabricados com linho da Bielorrússia (jogos de mesa e toalhas de mesa, toalhas de mesa e tecidos), roupas da moda e trajes folclóricos, bonecos de linho representando personagens de contos de fadas do país e também brinquedos de madeira, decorações e acessórios de couro feitos à mão com missangas e metais, pinturas em seda (xales, lenços e blusas), lembranças de palha (bonecas, grinaldas, pingentes e amuletos), talheres de madeira e cerâmica (copos, pratos e pratos decorativos), ovos de madeira pintados, painéis (têxtil, palha, casca de bétula), produtos feitos com a técnica de filigrana Sozh (relógios, caixas, materiais de escrita, tigelas, pratos decorativos, cruzes e ícones).

Algumas lembranças «comestíveis» e doces são os zefir e cranberries em açúcar. Os Zefir assemelham-se ao marshmallow, são feitos de maçãs, açúcar e clara de ovo. Os Cranberries açucarados são uma verdadeira delícia e são saborosos e saudáveis.

Em Minsk, poderá encontrar presentes tradicionais na galeria Slavutast, a Galeria de Artes e Ofícios Nacionais, Kirmash, em pequenas lojas de lembranças na Praça Svoboda, ao pé da Prefeitura de Minsk, nas lojas GUM e TSUM, ou centros comerciais como Stolitsa.

Pode ainda encontrar muitos itens tradicionais produzidos por artesãos perto dos principais pontos turísticos.